Pesquisa

Seguidores

vídeos e dicas para site

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Blog Emonks Popular

Blog Emonks Popular:
http://emonks.typepad.com/blog/
'via Blog this'




Eliza Monks

Criar seu atalho

Participe:



http://www.viadeo.com/convite/eliza-margarete.monks

Eliza Margarete Monks: unir-se a meus contatos na Viadéo

http://www.corresponda.com.br/profile/ElizaMargareteMonksPereira




Eliza Monks

Criar seu atalho

quinta-feira, 14 de junho de 2012

DDD grátis via Orelhões Embratel

DDD grátis via Orelhões Embratel:


Boa parte dos 1.500 orelhões da Embratel não tem condições de uso, foi o que constatou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e por isso determinou que não poderão ser cobradas as tarifas de DDD dos orelhões daempresa até o dia 31 de dezembro de 2012.
Para nós consumidores, cabe agora utilizar o benefício, é claro, se alguém encontrar um orelhão que funcione






Eliza Monks

Criar seu atalho

Sete alimentos para combater a gordura localizada | Minha Vida

Sete alimentos para combater a gordura localizada | Minha Vida:



Sete alimentos para combater a gordura localizada

Faça a escolha certa e acelere os resultados no seu plano para secar a barriga


Share on emaiAs calorias de sobra que foram consumidas durante anos não dão trégua: a gordura localizada no abdômen denuncia que faltou cuidado com a alimentação e que os exercícios foram deixados de lado ou praticados com menos intensidade do que seu corpo merecia. "Na maioria das vezes, este acúmulo de gordura vem da ingestão de carboidratos simples, presentes em pães, massas, doces, refrigerantes, e bebidas alcoólicas", afirma a nutróloga Tamara Mazaracki, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN


Além do incômodo estético, a barriga costuma ser um fator de risco para a saúde cardiovascular - reduzir medidas abdominais, portanto, não significa apenas caber num manequim menor. Colesterol, hipertensão e outros problemas de saúde também são benefícios que você passa a usufruir. Se esta meta está na sua lista, alguns alimentos podem ajudar: eles aceleram a queima de gordura e combatem o ganho de peso. Fique de olho nas opções que engordam seu prato, mas deixam sua cintura na medida.  
  • Peixe - foto: Getty Images
  • Óleo de coco - foto: Getty Images
  • Alimentos probióticos  - foto: Getty Images
  • Abacate - foto: Getty Images
  • Frutas vermelhas  - foto: Getty Images
  • Chá verde - foto: Getty Images
  • Azeite - foto: Getty Images
DE 7
Peixe - foto: Getty Images

Peixes e frutos do mar

A inflamação é um dos principais responsáveis pelo ganho de peso. Peixes e frutos do mar, por serem ricos em ômega-3, um ácido graxo essencial, ajudam a desinflamar as células de gordura, atuando no controle do problema. Além disso, esses alimentos também aceleram a transformação da glicose em energia, impedindo que ela seja estocada sob a forma de gordura. A nutróloga Tamara orienta a inclusão desses alimentos no cardápio pelo menos três vezes por semana.  
Óleo de coco - foto: Getty Images

Óleos funcionais

Não é a toa que os óleos funcionais são tão conhecidos quando o assunto é emagrecimento. "Os óleos funcionais atuam no metabolismo das gorduras, aumentando a quebra da dos ácidos graxos para produção de energia e, consequentemente, diminuindo as reservas de gordura", afirma a nutricionista Raquel Maranhão, da clínica BeSlim, no Rio de Janeiro. Entre os mais famosos, estão o óleo de cártamo e o óleo de coco, que agem também na aceleração do metabolismo. Mas também vale destacar o óleo das sementes de gergelim, que previne o armazenamento de gordura corporal através da inibição de fosfodiesterase, uma enzima responsável pelo acúmulo de gorduras no organismo.  
Alimentos probióticos  - foto: Getty Images

Alimentos probióticos

A nutróloga Tamara explica que existem várias hipóteses para explicar como os alimentos probióticos auxiliam o emagrecimento. "Alguns lactobacilos produzem um tipo de gordura, o CLA (ácido linoléico conjugado), que é capaz de reduzir o porcentual de gordura", explica a especialista. Além disso, esse tipo de alimento tem como função básica equilibrar a flora intestinal. Um estudo publicado em 2006 pela revista científica Nature mostrou que as bactérias presentes na flora intestinal de pessoas com obesidade é muito diferente da de pessoas com peso adequado. A descoberta sugere que a absorção inadequada de gorduras no intestino, que ocorre nas pessoas com flora comprometida, pode estar relacionada ao ganho de peso.  
Abacate - foto: Getty Images

Abacate

A bioquímica e os estudos científicos explicam: justamente pela sua alta concentração de gorduras benéficas, que promovem a saciedade por mais tempo, o abacate pode ajudar a reduzir o peso. Apesar da alta concentração de calorias, elas provêm da gordura monoinsaturada, que ajuda a reduzir o pico de insulina, hormônio que desencadeia o armazenamento das calorias extras sob a forma de gordura localizada. Além disso, o ômega-9 presente ativa outro hormônio, a adiponectina, que induz o corpo a produzir energia a partir dos depósitos de gordura, ou seja, derretendo o que sobra no abdômen. A nutricionista Renata Fidelis, do Spa Sorocaba, recomenda comer três colheres de sopa em dias alternados. "Cem gramas (cerca de três colheres de sopa) de abacate têm 182 calorias, então, quem quer emagrecer não deve abusar do alimento. Comê-lo três vezes por semana é o ideal."  
Frutas vermelhas  - foto: Getty Images

Frutas vermelhas

As frutinhas vermelho-arroxeadas (framboesa, amora, morango, cereja, jabuticaba, mirtilo, melancia e uva roxa) são poderosas aliadas no combate à gordura localizada. A nutricionista Renata explica que existem, nas cascas dessas frutas, substâncias fitoquímicas com ação antioxidante, como a antocianina, que mantém o sistema circulatório eficiente, melhorando a irrigação dos tecidos e ajudando na queima de gordura abdominal. A especialista recomenda o consumo de uma ou duas xícaras por dia, sem adição de açúcar.  
Chá verde - foto: Getty Images

Chá verde

Além de atuarem no sistema nervoso central acelerando o metabolismo e aumentando a temperatura corporal, as xantinas (cafeína, teofilina e teobromina) presentes no café, chá verde e preto, mate e chocolate aumentam a mobilização de gorduras estocadas. Os polifenóis, também presentes no chá verde, eliminam radicais livres, o que diminui a oxidação de gorduras. A nutricionista Renata orienta tomar uma xícara de chá de 30 a 40 minutos após almoço e jantar, com cuidado especial para não consumi-lo antes de dormir (o que pode atrapalhar o sono) e se você for hipertenso, porque essas substâncias aumentam a pressão arterial.  
Azeite - foto: Getty Images

Azeite

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Salud Carlos III, da Espanha, em parceria com a Universidade de Cambridge, da Inglaterra, aponta que a ingestão diária de azeite evita a formação de gorduras na região da cintura. O estudo foi publicado na revista Diabetes Care e afirma que as gorduras monoinsaturadas presentes do azeite previne o acúmulo de gordura na região.

Renata Fidelis enfatiza que o azeite é um excelente alimento para prevenir doenças cardiovasculares, já que tem componentes anti-inflamatórios que atuam nos vasos, diminuindo a agregação de placas de gordura. Três colheres de sopa por dia do alimento cru (o cozimento transforma a gordura saudável em vilã) são suficientes para colher os benefícios.  




Eliza Monks

Criar seu atalho

Renda Extra, Trabalhar em casa, FR Promotora, Oportunidade, Mmn

Renda Extra, Trabalhar em casa, FR Promotora, Oportunidade, Mmn:







Eliza Monks

Criar seu atalho

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Greenpeace: Liga das Florestas

Greenpeace: Liga das Florestas:

Eliza Margarete Monks Pereira te convidou para visitar a sua página porque a fauna e a flora brasileiras estão em risco, e com elas o futuro do Brasil. Você pode ajudar Eliza Margarete Monks Pereira assinando a petição e usando as ferramentas de divulgação abaixo. Participando você pode acumular pontos, ganhar prêmios e ajudar a proteger um dos bens mais preciosos que o Brasil possui.






Eliza Monks

Criar seu atalho

terça-feira, 12 de junho de 2012

Renda Extra, Trabalhar em casa, FR Promotora, Oportunidade, Mmn

Renda Extra, Trabalhar em casa, FR Promotora, Oportunidade, Mmn:





https://www.frpromotora.com/44652423



Eliza Monks

Criar seu atalho

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Blog Jequiti - Receita do Fim de Semana: Mousse de chocolate da Paty


8
jun/2012

Receita do Fim de Semana: Mousse de chocolate da Paty

Por Time Jequiti
Feriado prolongado pede um doce bem gostoso e, de preferência, fácil de fazer. Hoje trouxemos para você uma dica exatamente assim: uma mousse de chocolate deliciosa e light, receita exclusiva do fascículo "Receitas da Villa por Patrícia Salvador - Light"!
Ingredientes:
1 lata de creme de leite
170g de chocolate meio amargo diet picado
3 claras
3 colheres (sopa) de adoçante culinário
Cerejas ou morangos para decorar
Modo de preparo:
Aqueça o creme de leite em banho-maria, junte o chocolate e mexa até que fique completamente derretido e reserve. Bata as claras em neve firme e adicione, aos poucos, o adoçante. Misture levemente ao creme de chocolate e coloque em taças. Leve à geladeira por cerca de 3h e, quando for servir, decore com as cerejas ou morangos.
Esta e muitas outras receitas deliciosas você encontra na coleção Receitas da Villa do Villa Jequiti! Fale já com seu consultor para pedir seus fascículos e montar sua coleção.







Eliza Monks

Criar seu atalho

Blog Jequiti - As cores de cabelo para o outono e inverno


30mai/2012

As cores de cabelo para o outono e inverno

Por Time Jequiti
A cada estação surgem novas tendências de cortes e cores para os cabelos. Elas aparecem nas passarelas e aos poucos invadem as ruas. 
Neste ano, a regra para as cores dos cabelos é: quanto mais naturais forem os fios, melhor! Os tons avermelhados puxados para o laranja, amadeirados (chocolate ou marrom), platinados (loiro bem claro) e dourados são a grande promessa. Se você deseja fazer esta mudança, procure um bom colorista para obter uma tonalidade que combine com seu tom de pele e seu estilo. Caso você não queira mudanças radicais, pode apenas realçar seu tom natural com um tonalizante.
Com tintura ou não, cuide para que seu cabelo esteja sempre muito bem hidratado, pois nessa época é comum os fios ficarem mais ressecados devido ao uso excessivo do secador e água quente. Hidrate pelo menos 1 vez a cada 15 dias com uma máscara de tratamento e use produtos específicos para seu tipo de cabelo.

Imagem: reprodução.

Voyage Privé: viagens de luxo, férias de qualidade e vendas exclusivas online

ttp://www.voyage-prive.com.br/signup/step1/ElizaMargareteMONKSPEREIRA174856
'via Blog this'




Eliza Monks

Criar seu atalho

Unhas postiças: aprenda como aplicar e cuidar


Unhas postiças: aprenda como aplicar e cuidar

Usar cola específica e evitar contato com produtos de limpeza é fundamental




Elas reduziram os dias de salão e são a solução para diversas mulheres que têm unhas fracas e difíceis de crescer. Usar unhas postiças, entretanto, exige cuidados específicos para evitar problemas estéticos e de saúde. "Unhas amareladas, micoses e acúmulo de fungos podem ser decorrentes da má aplicação, manutenção e remoção das chamadas próteses ungueais", observa o dermatologista Octavio Moraes Junior, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Com a ajuda dele e de outros especialistas, explicamos passo a passo como fazer uso das lâminas postiças mantendo as unhas naturais saudáveis.
  • Mulher na manicure - Foto Getty Images
  • Mulher colocando unhas postiças - Foto Getty Images
  • Mulher escovando as unhas - Foto Getty Images
  • Mulher removendo unhas postiças - Foto Getty Images
  • Mulher cortando as unhas das mãos - Foto Getty Images
  • Esmalte vermelho - Foto Getty Images
  • Mulher usando base fortalecedora - Foto Getty Images
1 de 7
Mulher na manicure - Foto Getty Images

Quem pode usar

Unhas postiças são recomendadas para pessoas que perderam as unhas devido a traumas ou que, por algum motivo de saúde, precisaram remover as lâminas originais para tratamento, explica o dermatologista Octavio. "Mas é importante consultar um dermatologista antes da aplicação", afirma. Já os adeptos das unhas postiças com fins estéticos precisam saber que elas só podem ser usadas quando as unhas estiverem completamente saudáveis. "Usá-las para esconder imperfeições ou doenças apenas irá piorar o problema, já que as unhas não receberão tratamento adequado", alerta.
Mulher colocando unhas postiças - Foto Getty Images

Como aplicar

Esqueça soluções caseiras, como a cola comum que você tem guardada do armário. "As unhas postiças devem ser aplicadas com produtos específicos para elas", adverte a dermatologista Adriana Awada, do Hospital e Maternidade Brasil. Substâncias não próprias para a aplicação podem queimar a pele e danificar as cutículas. A especialista também diz que as unhas originais devem, de preferência, estar curtas e sem ondulações para a aplicação das postiças.
Mulher escovando as unhas - Foto Getty Images

Como manter

"Unhas postiças duram de duas a quatro semanas", afirma a dermatologista Adriana. Para muitas pessoas, entretanto, elas já começam a descolar logo nos primeiros dias após a aplicação. Uma das razões, segundo a especialista, pode ser o contato com solventes orgânicos, como sabões, detergentes ou removedores, que destroem a cola e enfraquecem a lâmina. Produtos de limpeza também podem ter esse efeito. Por isso, use luvas ao manipulá-los.
Mulher removendo unhas postiças - Foto Getty Images

Como remover

"Se a unha postiça foi colada, você deve usar um solvente específico para removê-la", afirma Octavio Moraes Junior. Arrancá-la com as mãos prejudica a unha original, que pode ficar com resquícios de cola ou até perder uma de suas camadas. "Unhas postiças que precisam ser removidas de forma mecânica devem ser manipuladas por profissionais", complementa.
Mulher cortando as unhas das mãos - Foto Getty Images

Férias para as unhas

Recomenda-se um intervalo de 15 a 30 dias entre a remoção e uma nova aplicação de unhas postiças, alerta o dermatologista Octavio. "O uso contínuo pode enfraquecer a lâmina original, que ficará mais quebradiça e exposta a doenças", explica. Ainda assim, se for percebida alguma alteração nas unhas, o uso deve ser suspenso e um dermatologista deve ser consultado.
Esmalte vermelho - Foto Getty Images

Unhas postiças x esmaltes

"Unhas postiças são mais práticas e têm maior durabilidade, mas, por outro lado, oferecem um risco maior de acúmulo de fungos e outros micro-organismos que podem ficar alojados entre a lâmina original e a postiça", diz Adriana Awada. Uma vantagem do esmalte é não exigir um tempo tão prolongado entre uma aplicação e outra. Um dia longe dos cosméticos e as unhas já podem ganhar cor novamente. Por outro lado, a aplicação das unhas postiças é muito mais rápida e prática.
Mulher usando base fortalecedora - Foto Getty Images

Cuidados pós-uso

No período de descanso entre a remoção das unhas postiças e a nova aplicação, a dermatologista Adriana recomenda usar base fortalecedora e cortar o comprimento para renovar a lâmina. "Vale ainda apostar em hidratantes para as mãos e cremes para as cutículas", sugere. A nova aplicação deve ser feita apenas depois que as unhas originais estiverem 100% recuperadas.


Eliza Monks

Criar seu atalho

Total de visualizações de página

ego

Minha lista de blogs

Daily Calendar

Baboo

" target="_blank"> id="div-2851780954532723321" sólido / div>